domingo, 8 de novembro de 2009

SMS

Ontem cheguei em casa 3:00 da manhã, fui pra o Subúrbia, um lugar legal aqui em Aracaju onde tocam algumas bandas de pop rock. O lugar foi reformado há pouco e está bem acessível, a exceção é a rua na frente que é bem ruim. Bom, fiquei lá conversando com meu irmão e duas amigas, Chris e Íris, por um bom tempo e ouvindo uma das bandas tocar. Mas depois comecei a ficar um pouco triste, chateado com a situação, sabe? Eu tava frustrado com as situações que a lesão me impõe. Na maioria das vezes eu resisto em sair de casa e ir pra esses lugares porque sempre é um pouco frustrante lembrar como as coisas eram antes e como são agora, mas vocês sabem como é... Mesmo assim é preciso sair um pouco pra distrair, então eu insisto.
Resumindo... Resolvi voltar pra casa por volta de 2:30 da manhã. Triste, frustrado, precisando desabafar. Como não gosto de conversar muito decidi mandar um SMS pra Andréa, minha namorada. Era só um jeito de colocar pra fora o que eu estava sentindo:

"Voltei. É estranho como eu tento aproveitar esses momentos, mas por mais q eu tente eles são sempre frustrantes. Não consigo aproveitar essas saídas da mesma forma q antes do acidente, eu quero, mas n consigo. É mto ruim ter q tomar umas cervejas com um saco enchendo de xixi amarrado na perna pq vc n consegue parar de mijar, é ruim ter q ficar sentado num lugar q tá todo mundo de pé e pulando. Não sei..."


Ela acordou e me ligou, mas expliquei que preferia não conversar, foi só uma maneira de desabafar. Eu só queria mesmo ter uma vida normal, não é querer muito. Mas fui dormir e acordei pra um novo dia.

8 comentários:

  1. Oi Ronald.. que bom, então, que você acordou para um novo dia!
    A vida continua, de uma forma ou de outra.
    De qualquer maneira, é sempre muito bom desabafar e, especialmente, ter com quem fazer isso.
    Te desejo uma excelente semana, cheia de bons momentos!
    Beijos.. (ah! vc recebeu as fotos?)

    ResponderExcluir
  2. Valeu Silvia!
    Recebi sim, obrigado. Muito legais mesmo. Até tentei fazer um post com elas, mas não consegui anexar as fotos pq a internet tava ruim.

    ResponderExcluir
  3. Ah Silvia, enviei as fotos pro Jairo Marques, da Folha de São Paulo, publicar no blog dele (http://assimcomovoce.folha.blog.uol.com.br/). Tudo bem?

    ResponderExcluir
  4. "Deixa, deixa, deixa, eu dizer o que penso desta vida, preciso demais desabafar..." Marcelo D2 Desabafo!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Meu amigo querido,

    Lendo esse post eu lembrei que o que mais encanta em você são suas palavras... você sempre teve o dom de falar e escrever muito bem.. Mais que isso, você encanta todos a sua volta... E foi esse dom que fez você conquistar tantos amigos e viver momentos tão bacanas....Esse dom, meu amigo, ninguém nunca tirará de você.
    E que venha o novo dia... Um NOVO DIA que ficamos felizes por ter você.
    Beijos,

    Nana

    ResponderExcluir
  7. Valeu Nana! São essas coisas e esses amigos que me fazem seguir em frente!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Estou apaixonada por um cara assim como vc. O problema maior: ele! Ele num aceita...me afasta...me ignora, deve ser mais "facil" pra ele fazer isso. Mas nao acho justo ele nao me dar uma oportunidade. Ele nao tem direito de decidir se nos podemos ou nao pelo menos tentar! E o pior de TUDO: ele so consegue falar comigo por SMS, nunca me fala nada olho no olho...me sinto atada...e eu sinto que ele gosta de mim tb e todos a nossa volta dizem o mesmo...queria pelo menos uma dica sua...mas tb pra mim e dificil pq ele e muito fechado e isolado...complicada a vida dele? So posso imaginar que sim! Mas puxa mas bota complicado se apaixonar por um cara assim...+ quem disse que mandamos no coracao??? Ja tentei de tudo pra esquecer e num consigo...hj depois de muito tempo ele voltou a desabafar comigo via SMS...ele num suporta ser "dependente"...e pede ajuda a qq pessoa menos a mim, o que me frusta demais...poderia me aconselhar??? Me chamo Leilanne e meu e-mail: bredosousa@uol.com.br

    ResponderExcluir