terça-feira, 26 de outubro de 2010

O botox e a bexiga hiperativa

Um dos problemas que nós, lesados medulares, enfrentamos é a perda do controle vesical. Pra contornar isso e ter uma vida dentro da normalidade é preciso fazer uma reeducação do nosso sistema urinário, pra evitar infecções e constrangimentos. Passamos a fazer cateterismo, conhecido entre os malacabados como "cat", pra conseguir esvaziar a bexiga por completo e também usamos outros artifícios, como os coletores urinários. Além disso existe o tratamento com remédios que diminuem a hiperatividade, mas em alguns casos, como eu, eles não adiantam muito. Uma alternativa nesses casos é a aplicação da toxina botulínica (botox) na musculatura responsável por essas contrações. O botox é aplicado em pequenas quantidades em trinta pontos da bexiga com o objetivo de reduzir a hiperatividade.
Bom, há pouco mais de um mês eu me submeti a esse tratamento e esperei um pouco pra contar aqui no blog, assim eu podia ter uma idéia melhor de como funciona o botox. Depois de alguns dias eu comecei a perceber uma diminuição sutil nas urgências urinárias, o que é um bom sinal, realmente o negócio funciona. Mas pra falar a verdade, eu esperava mais. As urgências diminuíram um pouco, mas não o suficiente pra me dar o conforto que eu esperava, não tenho a segurança que eu queria pra, por exemplo, sair de casa sem o coletor sem me preocupar em perder urina. Agora até saio sem o coletor algumas vezes, mas só em pequenos trajetos ou pra lugares que posso chegar ao banheiro com facilidade.
Dessa primeira vez eu fiz essa aplicação aqui em Aracaju, mas vou tentar de novo no Sarah quando passar o efeito da toxina, que dura alguns meses. Lá, essa aplicação é um procedimento de rotina e eles têm muita experiência. Qualquer novidade a respeito do assunto, vou postar aqui no blog. Algum dos leitores aí já usou botox? Como foi sua experiência?

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Wonderbra. Uma empresa de peito!

Na Bélgica, a Wonderbra, uma conhecida fabricante de soutiens (se é que é assim que se escreve), produziu uma campanha que combate o preconceito contra deficientes físicos. Eu, como bom publicitário, tenho que estar sempre ligado nessas coisas. Na verdade é um remake de uma campanha mais antiga da própria marca, no original a modelo Eva Herzigova é a estrela e na nova campanha a designer Tanja Kiewitz faz o papel da modelo. Notícia do Bluebus, pra quem quer ver a notícia original é só clicar aqui.

"Olhe-me nos olhos... Eu disse nos olhos", diz a chamada. 



Legal, né? Algumas empresas podiam seguir o mesmo exemplo aqui no Brasil.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Boa notícia - Concurso MPU

Aí galera! Há algum tempo falei aqui no blog que estava fazendo um cursinho preparatório pra concursos e que ia dedicar parte do meu tempo à preparação pra esses benditos, clica aqui. Pois bem, prestei o concurso do MPU (Ministério Público da União) para a vaga de Analista de Comunicação Social e, pasmem, fui classificado. Tá bom, tá bom... tudo bem que o concurso é pra formação de cadastro de reserva e que eu não tenho nenhuma garantia que serei chamado, mas vou ficar na expectativa. Nada mal, já que este é apenas o segundo concurso em que me inscrevo.
Aproveito a oportunidade pra frisar que, pra quem não sabe, existe uma cota de vagas nos concursos públicos destinadas às pessoas com deficiência. Portanto, se você é da turma dos "malacabados" e ainda não acordou pra vida, essa é uma boa oportunidade. Eu, particularmente, nunca tinha colocado isso entre os meus objetivos, mas como a vida me aprontou essa surpresa resolvi aproveitar a oportunidade e a "vantagem competitiva" que tenho por conta da minha condição.
Portanto, "malacabados" do meu Brasil, se liguem, se preparem e aproveitem a oportunidade. Fica a dica.