sexta-feira, 21 de maio de 2010

Reatech 2 - Cadeiras

Voltando a falar da Reatech. Vou escrever as impressões sobre algumas das cadeiras que vi por lá.


Tínhamos boas opções de cadeiras nacionais, a melhor delas, sem dúvida, é a M3 (acima), a que a Luciana usava na novela. Essa cadeira pesa 12 quilos e o grande diferencial dela em relação a outras cadeiras nacionais é que ela tem vários ajustes que podem ser alterados de acordo com a necessidade do usuário, entre eles a altura frontal e anterior, inclinação e altura do encosto, etc. Nós sabemos que muitas vezes, depois de algum tempo de uso, precisamos fazer alguns ajustes na cadeira, mas isso nem sempre (ou quase nunca) é possível.
Outra boa opção era a Dinamica Sport.



Essa cadeira, também nacional, é muito bonita e pesa 11 kg, um a menos que a M3. E ainda custa um pouco menos, de acordo com o site da Cavenaghi: R$ 2.347,00.
Mas falando em cadeiras de rodas, as importadas ainda são muito melhores que as nacionais. Quando eu lia em outros blogs ou conversava com outras pessoas ficava meio desconfiado dessa afirmação, mas depois que conheci alguns modelos percebi que era verdade. O grande problema é o preço, com os nossos altos impostos os preços das cadeiras importadas ficam bem salgados. Vou falar de dois modelos que vi por lá.
A primeira é a Otto Bock Blizzard:


Além de muito bonita, a cadeira é um pouco mais leve que as demais, com 9,5 kg. Mas a grande diferença dessa cadeira é que ela é completamente ajustável, até mesmo no centro de gravidade. E como eu tinha falado, o preço é bem salgado: R$ 8.743,00 (segundo o site da Cavenaghi).
Mas a minha preferida foi definitivamente a Quickie Q7, que é muito bonita. O peso do quadro completo sem as rodas traseiras é de apenas 6,5 kg. Eu dei umas voltas nela e adorei.

Essa cadeira também não é barata, não encontrei o preço exato dela, mas com essa configuração aí da foto a vendedora me disse que ficaria em torno de R$ 9.000,00. Não muito diferente da Otto Bock. Eu também tirei as rodas traseiras pra sentir o peso e vocês não acreditariam como é leve. Aí eu perguntei pra o representante da Quickie, um italiano que estava lá na feira, qual era o peso da roda, ele deu um sorrisinho e disse: "Basta dizer que é a mais leve do mundo!". Quer saber? Eu acredito, porque as minhas rodas são X-core de fibra de carbono e essas são ainda mais leves. Quem quiser dar mais uma olhada na Q7 só precisa ir no site da Ortomix.
É isso, em breve eu volto com outras novidades.

6 comentários:

  1. Como podem reparar, uns simples kg de ferro ou de liga, custam um absurdo. Como podem fazer uso dos deficientes motores pagar estes valores, quando elas são fabricadas na china (alguns modelos) e são comercializadas com margens de 1000% a cima do preço de importação.
    Só peço dizer um palavra, ladrões.

    ResponderExcluir
  2. Pois é, é muito caro mesmo, um absurdo. Nas importadas é ainda pior porque a nossa taxa de impostação no Brasil é muito alta e elas entram com uma carga tributária muito pesada, aí já viu. Mas mesmo os fabricantes nacionais podiam dar um jeitinho de baixar um pouco os preços que tão muito salgados.

    ResponderExcluir
  3. cara você me ajudou muito... quero comprar uma dessas.
    mais o preço é muito salgado mais vale a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom Dia Jeferson,

      Meu nome é Mariana e falo em nome da LOH Medical. Nossa empresa é a representante exclusiva da Sunrise (fábrica da Quickie) para a América Latina. Por gentileza entre em contato conosco pelo e-mail mariana@lohmedical.com
      Assim podemos responder usas dúvidas e auxiliá-lo a conquistar sua Quikie!
      Um Abraço,
      Cordialmente,
      Mariana

      Excluir
  4. Soy de Ecuador, me gustaria saber si puedo contactar con alguien para poder adquirir una silla de este modelo, por favor escribanme
    manuel1_p@hotmail.com
    espero su respuesta
    atte.
    Manuel Pluas

    ResponderExcluir
  5. Pessoal. Eu trabalho com essas cadeiras. Tenho preços melhores do que nas lojas, porque não existe intermediário. Vem direto da fábrica. Quem se interessar, podem falar comigo.
    Meu Facebook é: Sergio Smart.
    Podem me add pelo email também. tecnicosmart@yahoo.com.br

    Obrigado

    ResponderExcluir