quinta-feira, 21 de julho de 2011

Cinco anos não são cinco dias

Cinco anos se passaram, no dia 21 de julho de 2006 minha vida mudou radicalmente. Hoje, exatamente cinco anos depois, posso dizer que superei muita coisa. Acordar na UTI sem ter a mínima idéia do que tinha acontecido não foi fácil, ainda mais percebendo que não conseguia mexer quase nada do pescoço pra baixo.
Na sexta-feira passada, conversando com meu amigo Pedro, eu comentava sobre o dia de hoje e ele dizia: "Eu lembro". Ele, médico, me contou que assim que ficou sabendo do ocorrido, procurou as informações do Hospital Regional de Taubaté na internet, ligou pra lá e pediu pra falar com o plantonista. Se identificou e pediu informações sobre o meu caso, assim que ouviu o que estava no prontuário, pensou: "Fodeu!".
Passados cinco anos, eu consigo até rir desses fatos, mas não foram tempos fáceis. O importante é estar aqui! Satisfeito ou não com a situação, tenho que tentar construir a minha vida na realidade que vivo, que hoje é a cadeira de rodas. Olhos no futuro, cabeça no presente.


Aquele abraço!

16 comentários:

  1. Pois é meu velho, naquele dia achei que tinha perdido o amigo... Me lembro como hoje pelo que a plantonista me falou e pelo que tinha lido nos livros mesmo que você estivesse vivo o quadro neurológico era irreversível e o coma definitivo quase certo.. Ainda bem que você não tinha lido esses livros.. Um grande abraço e bola pra frente, tamo junto.

    ResponderExcluir
  2. É, esse nunca foi meu tipo de leitura... ainda bem rsrsrs. Abraço, meu velho.

    ResponderExcluir
  3. Conheci vc no Sarah de Brasília, uma pessoa reservada e introspectiva, hj vejo vc mais extropectivo e falante. Fico feliz em ver vc a cada dia melhor e superando tudo e todos!!!

    ResponderExcluir
  4. É mesmo Patrícia. Naturalmente já sou mais reservado, mas naquele momento estava ainda mais. Ainda muito desconfortável com a situação, não me sentia bem comigo mesmo, não conseguia ficar a vontade. Hoje, ainda não acho q situação em q me encontro ideal, mas já consigo conviver relativamente bem com ela. E consegui evoluir bastante. Obrigado pela força e tudo de bom pra vc. Beijão

    ResponderExcluir
  5. Foram momentos de muita aflição, mas graças a Deus vc está aqui conosco :)

    ResponderExcluir
  6. É Gatha, foi muita aflição mesmo. Mas tô aqui contando a história. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Que blog Lindo. Uma lição de vida para todos nós. Parabéns por toda evolução alcançada. Vc é um vencedor, um exemplo... Bjs

    ResponderExcluir
  8. E aí Ronald! Tou acompanhando aqui também agora. Achei legal o blog e tomara que várias pessoas possam seguir os seus passos de superação. Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Caramba, foi um susto!! Estava c Gui e seus pais. Todos com coração na mão, preparando malas p te encontrar! E hj, vc aqui conosco, é prova que tem muito o que fazer por aqui! Sua força e determinação são exemplos para todos nós que te acompanhamos! "É preciso força p/ sonhar e perceber que a estrada vai além do que se vê." Beijão Ronis!

    ResponderExcluir
  10. Primo, parabéns pelo blog, é massaaa, ainda ñ tinha visto! Pois, vc teve mtas conquistas até hj e com certeza ainda terá mto mais!
    Simboraaaa pro Maranhãooo!!! kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  11. Um guerreiro. Humilde, sensível, renascido...

    ResponderExcluir
  12. Oi Ronald passei aqui pra dizer q tô smp de olho no teu blog,e por isso estou te dando um selinho,abaixo segue o link,entra lá e pega ele!!

    http://rebecacoimbra.blogspot.com/2011/07/meu-1-selinho.html

    Beijosss

    ResponderExcluir
  13. Por acaso bem acaso mesmo, achei seu blog qd ñ era bem isso q tava procurando. Mas enfim, fato é q mesmo estando alheia(hoje nem tanto)aos assuntos q vc retrata aqui, passei a ler o blog quase q diariamente se não fosse a preguiça do autor em postar com mais frequencia, rsrs. Muito bom seu blog!!!
    Ah e ñ deixa de escrever tá...

    ResponderExcluir
  14. Oiii, obrigado! Que bom que vc gostou. Às vezes escrevo com mais frequência, mas agora tô numa fase mais preguiçosa rsrsrsrs. Enfim, vou tentar escrever mais. :)

    ResponderExcluir