sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Avaliação no Sarah Lago Norte

Depois de um bom tempo sem passar pelo Sarah, estive lá no mês de julho. Como sou paciente do Sarah Brasília, liguei pra eles e pedi uma consulta porque queria conversar sobre alguns aspectos da minha reabilitação, em especial com relação à bexiga neurogênica e espasticidade. Pois bem, fiz os exames, conversei com o médico e decidimos por mudar algumas coisas. Pra começar, voltei a tomar um anticolinérgico (medicamento que "acalma" a musculatura vesical pretendendo diminuir as contrações involuntárias da bexiga) e tive que aumentar o número de cats (abreviação de cateterismo vesical, que é um procedimento normal em casos como o meu).

Área externa do Sarah Centro 

 Sala de espera para consultas e alguns exames no Sarah Centro

 Transporte que leva os pacientes do Centro para o Lago Norte.

No fim da consulta resolvi conversar com o médico a respeito da possibilidade de uma passagem pelo Sarah Lago Norte. Pra quem não sabe, em Brasília o Sarah tem duas unidades: Centro e Lago Norte. O Sarah Centro tem mais cara de hospital, recebe muitos pacientes com lesões recentes ou que ainda estão no início do processo de reabilitação. No Lago Norte ocorre uma etapa mais avançada desse processo, não é um hospital, serve mais como um treino avançado para pacientes que querem se tornar ainda mais independentes e adequar-se melhor à sua realidade.

Área externa de uma das instalações - Lago Norte

É uma instituição que tem um pouco de cara de colônia de férias, os pacientes treinam de acordo com a sua rotina diária, praticam esportes e tentam se tornar mais independentes. Ir pro Lago Norte é uma ótima opção para um cadeirante que pretende morar sozinho, por exemplo. Foi lá que o ex-BBB Fernando Fernandes descobriu a canoagem, que acabou tornando-o bicampeão mundial. Lá não existem pacientes com problemas clínicos, quem vai está em plenas condições físicas, exceto pela deficiência, claro. Como eu tenho uma fratura no fêmur em decorrência do acidente que nunca consolidou, não me permitiam ir pra lá, mas agora isso já nem foi mais considerado. A haste e os parafusos estão fixando o osso e isso não representa nenhum perigo; então estou liberado.

Ginásio poliesportivo

 Se o CIEP tivesse um ginásio desses pra treinar...

 Cadeiras de basquete.

Aparelhos de musculação.

Pois bem, o médico do Centro enviou um e-mail para a equipe do Lago Norte, que entrou em contato comigo alguns dias depois e marcou uma avaliação para o último dia 13 de agosto. Acho que o objetivo dessa avaliação, que se resumiu a uma conversa de mais ou menos meia hora, era averiguar se eu tinha condições e o perfil para uma passagem por lá. Ficou combinado que eles entrariam em contato comigo para que eu fosse na segunda quinzena de outubro, mas ainda não sei a data exata.

Fotos

 Mais fotos.

 E mais algumas.

Pra não ficar por menos, mais algumas.

O que eu espero dessa passagem? Nenhum milagre, de fato, nenhuma grande revolução no meu caso, já passei dessa fase. Quero aprender a conviver melhor com a minha realidade, parafraseando Nelson Rodrigues: A vida como ela é. Vamos embora que o tempo não para.

Nenhum comentário:

Postar um comentário